Sobre o PRP - .: Grupo Plasma Vitta - Biotecnologia de Resultado :.

Ir para o conteúdo

Menu principal:

>> Sobre o PRP

Fatores de Crescimento

Uma Revolução nos processos Pós-Cirúrgicos


Os Fatores de Crescimento são mediadores biológicos que tem efeito local e sistêmico e são capazes de atrair outros tipos celulares para o local da lesão, como células tronco. Além de promover a proliferação e a diferenciação celular.  Diversos estudos científicos mostraram que os fatores de crescimento mais abundantes no PRP são: fator de crescimento derivado das plaquetas (PDGF), fator de crescimento transformante (TGF), fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF), fator de crescimento insulínico (IGF), fator de crescimento endotelial (EGF), a ação conjunta destes fatores é responsável pelos benefícios gerados pelo uso deste produto na área clínica. É importante ressaltar que o GH (hormônio de crescimento) não está presente nas amostras de PRP.


A Experiência
A Descoberta


O uso do PRP começou a ser explorado na década de 90, principalmente nas cirurgias maxilofaciais, e tornou-se mais utilizado em meados do ano 2000 por cirurgiões ortopédicos. Recentemente o uso do PRP ganhou grande destaque devido a sua utilização na medicina esportiva. Diversos atletas de elite, conhecidos internacionalmente, tem sido tratados com PRP e apresentaram resultados surpreendentes devido a rapidez no tempo de recuperação.




O Gel de Plaquetas

Procedimento Confiável

O PRP é um concentrado de plaquetas e plasma obtido após a centrifugação de uma amostra de sangue venoso obtido do próprio paciente. Portanto, trata-se de uma terapia autóloga, que não apresenta riscos a saúde, com raras exceções de contraindicação.

Este procedimento permite que os níveis de plaquetas na amostra aumentem de 3 a 8 vezes em relação aos níveis normais, e uma amostra pode apresentar um milhão de plaquetas/ul (níveis normais de 150.000-350.000/ul).  Para obtermos sucesso com a terapia essas plaquetas passam por um processo de ativação, semelhante ao processo de ativação fisiológico (clique aqui para ver o vídeo), o qual fará com que elas liberem os Fatores de Crescimento presentes em seus grânulos. Outro elemento presente neste preparo são os leucócitos, que também participam do processo de cicatrização das lesões através da produção de Fatores de Crescimento, destruição de bactérias e da remoção de tecidos danificados na área do ferimento.

A introdução de leucócitos e plaquetas nas lesões a partir da aplicação do gel de plaquetas  é capaz de minimizar o sangramento e acelerar a cicatrização de lesões em taxas maiores quando comparadas aos ferimentos não tratados.

Finalidade do Gel
Resultados Surpreendentes


Foi demonstrado que as plaquetas liberam compostos que contraem os vasos sanguíneos e consequentemente diminuem o sangramento e liberam vários Fatores de Crescimento que estimulam diretamente a cicatrização dos ferimentos.

A concentração de plaquetas no PRP e a aplicação do gel de plaquetas aumentam consideravelmente essas funções plaquetárias. Os leucócitos também participam no processo de cicatrização das lesões através da produção de Fatores de Crescimento, destruição de bactérias e material estranho e a remoção digestiva de tecidos danificados no ferimento.

Os leucócitos e as plaquetas são introduzidos nas lesões com a aplicação do gel de plaquetas em concentrações elevadas e servem para diminuir o sangramento e acelerar a cicatrização de lesões em taxas maiores quando comparadas aos ferimentos não tratados.


 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal